Grupo de Estudos Avançados em Saúde e Exercícios

Drogas e etc  >  Diversos

Hyalozima

Paulo Gentil

23/01/2001

A Hyalozima tem como princípio ativo a hialuronidase, uma enzima que facilita a difusão de líquidos pelos capilares do local onde foi injetada, este processo ocorre através da catalização da quebra do ácido hialuronico. Clinicamente é usada como cicatrizante, anti-edemas, e junto com anestésicos locais. Pode ser administrado tanto por injeções quanto por cremes. Esta enzima é abundantemente encontrada nos testículos de bovinos e ovinos. 
Atualmente a hialuronidase vem sendo bastante usada em cremes estéticos, juntamente com a thiamucase. A promessa desses cremes é a sonhada redução da gordura localizada, porém sua eficiência é extremamente duvidosa, nunca vi nada sério comprovando esta façanha. 
Minha suposição é que a aplicação local desta enzima leva a um desequilíbrio momentâneo na quantidade de líquidos o que dá a impressão de redução do tecido adiposo, porém assim que seu corpo restabelece o equilíbrio começa a ocorrer o processo inverso, ou seja, uma concentração de líquidos ainda maior que antes do uso. Este é justamente o maior problema estético dos tratamentos a base de enzimas: a facilidade que seu corpo tem de voltar e ainda piorar o estado inicial. Nunca vi um caso onde este tratamento não produziu a indesejável supercompensação.Outras reações indesejáveis são as lesões no local da injeção, além de queda na pressão e taquicardia quando usadas em doses muito elevadas.