Grupo de Estudos Avançados em Saúde e Exercícios

Treinamento  >  Saúde, Dicas e outros

O quanto devemos treinar nos esportes de endurance?

Marcelo Rocha

18/06/2008

Talvez um dos maiores enigmas do esporte até hoje seja a quantidade necessária de treino. Desde o praticante entusiasta até o atleta de alto rendimento sofrem com essa questão; principalmente com um universo cercado de palpiteiros e “entendidos”.

Uma conversa comum em rodas de praticantes é que o treino deve atender a distância a ser cumprida. Por outro lado não há absolutamente NADA na literatura que nos respalde para tal afirmação; pelo contrário, sabemos que bons treinos podem ser bem mais curtos do que as competições pretendidas. Ao invés de tentar adivinhar o quanto treinar o melhor seria procurar um profissional habilitado e qualificado para que prescreva seu treinamento; o problema é que a maioria dos profissionais vive afundada em paradigmas e mitos criados acerca do treinamento desportivo.

Há pouco tempo perdemos o pai da famosa periodização do treinamento (talvez alguns que a utilizam nem saibam que ele morreu), antes de falecer MATVEEV foi bastante questionado e criticado pelo modelo tradicional de periodização do treinamento que criou. A maior parte dos questionamentos girava em torno da necessidade de algumas fases que todo ano eram repetidas pelos atletas, e que na verdade poderiam ser diminuídas ou até mesmo esquecidas.

Muito mais do que treinar distâncias ou determinado tempo, você deve saber ao certo o sistema energético que está treinando, bem como intercalar estímulos e intervalos de recuperação adequados (tanto durante o treino, como entre os dias de treino). Veja abaixo alguns dos tipos de estímulos e intervalos que devem ser treinados:

Acão treinada

Intensidade

Duração

Pausas de repouso

Carac. do repouso

Repetições

Potência anaeróbia aláctica

máxima

7-10 seg.

2-3 min.

passivo

5-6

Capacidade anaeróbia aláctica

máxima

7-10 seg.

0,3-1,5 min.

passivo

(Adaptado de Vólkov, 2002)