Grupo de Estudos Avançados em Saúde e Exercícios

Variedades

Psicologia e atividade física

Paulo Gentil

04/10/2002

Antes de iniciar o texto, tenho que pedir desculpas antecipadas aos colegas psicólogos e psiquiatras pelo uso e adaptação de alguns conceitos pertinentes a essas fascinantes ciências. Não pretendo desenvolver nem me aprofundar em uma área a qual não pertenço oficialmente, minha pretensão é somente mostrar quão interessante pode ser o estudo da mente humana e provar que nada se encontra fora de seu alcance, nem mesmo a prática de atividades físicas.

Sigmund Freud

Para iniciar, nada mais justo que rever alguns conceitos do pai da psicanálise. O primeiro deles é a catexia, que significa a destinação de energia para alguma coisa ou pessoa, tornando-a indisponível para outras reações. Por exemplo, uma fase estressante no trabalho pode te exigir uma enorme quantidade de energia, a qual ficará retida nessa situação determinada (estresse no trabalho), sem poder ser aproveitada em outras situações mais prazerosas, como seus relacionamentos afetivos e sociais.

Ainda relativo à energia, existe um processo mais produtivo denominado sublimação, que é o direcionamento da energia sexual ou agressiva para outras finalidades (principalmente artísticas, intelectuais e culturais). A energia sublimada é a própria fonte da civilização, sendo um importante meio de crescimento psicológico. Quando penso em sublimação, vem à minha cabeça a imagem de um pintor enlouquecido que utiliza sua energia agressiva para criar um quadro, ao invés de avançar sobre uma pessoa ou quebrar os objetos de seu ateliê. Na física, poderíamos fazer um paralelo com a energia liberada pela fissão de um núcleo de Urânio, esta energia pode ser usada em bombas atômicas para devastar cidades inteiras e ceifar milhares de vidas, mas se bem aproveitada e direcionada, pode prover eletricidade e conseqüente bem-estar para as mesmas pessoas que outrora mataria.

Aplicação


O processo de catexia pode lhe privar de quantidades de energia importantíssimas para sua vida afetiva e social e, por que não, para seu treino. Livre-se desta prisão energética! Não gaste sua energia guardando sentimentos ruins ou revivendo situações adversas! Direcione sua agressividade e impulsos contidos em algo positivo! Ao invés de usar a energia de forma descontrolada e até mesmo destrutiva, direcione-a positivamente, além das atividades artísticas e culturais, podemos também direcionar a energia "reprimida" para nossas atividades motoras, praticando exercícios.

Carl Jung

Outro nome importante para psicólogos e psiquiatras é o de Carl Jung que nos trouxe os conceitos de introversão e extroversão. O primeiro significa a orientação da energia para o interior do indivíduo, enquanto o segundo é o contrário. Para Jung os dois processos são mutuamente exclusivos dentro de um determinado momento, ou seja, é impossível manter uma atitude introvertida e extrovertida ao mesmo tempo. Também deve-se ressaltar que não existe superioridade qualitativa de uma sobre a outra, em determinados momentos é mais apropriado ser introvertido, em outros extrovertido, devemos ser capazes de adotar a postura necessária para o contexto.

Aplicação

Não devemos viver em nenhum dos extremos: nem exclusivamente para nós mesmos, nem para os outros. Isto deve ser balanceado em nossa vida de acordo com a necessidade. Esta dica vale principalmente para os profissionais de ginástica, spinning e outras atividades: não procure o extremismo introspectivo dos novos "filósofos", nem a balbúrdia das aulas "festas", lembre-se que seus alunos são seres humanos completos e necessitam ter contato com o mundo externo einterno, aprenda a usar estes conceitos de Jung em suas aulas e dê experiências mais completas à sua turma.

Wilhelm Reich

O polêmico Wlihelm Reich, trouxe-nos a psicologia do corpo, lidando com aspectos físicos para tratar seus pacientes. Reich tem um conceito que também é muito visto em fisiologia (obviamente comoutra conotação): o de bioenergética. Uma das maiores contribuições deste controvertido austríaco para minha área é sua "fórmula do orgasmo", assim descrita:
Tensão mecânica ? Carga bioenergética ? Descarga bioenergética ? Relaxamento mecânico

Estes estágios seriam explicados da seguinte forma:
· tensão mecânica ? acúmulo de energia. 
· carga bioenergética ? excitação. 
· descarga bioenergética ? descarga da excitação em contrações musculares. 
· relaxamento mecânico ? relaxamento seguinte a descarga. 

Aplicação

Esta é minha preferida! A "máquina de orgasmo" pode se adaptar perfeitamente tanto a uma relação sexual quanto a uma aula de ginástica ou spinning. Imagine-se diante de um desafio motor, na largada de uma corrida ou preparando-se para um sprint sobre uma bicicleta e, por favor, leia o trecho seguinte o mais rápido que conseguir, simulando com sinceridade e emoção a situação real para que o conceito seja totalmente assimilado:

Prepare-se para o início. O técnico ou professor lhe avisa que você deve atingir a maior velocidade possível no menor espaço de tempo, você assimila o comando, respira fundo e se prepara - A ENERGIA SE ACUMULA - armazene toda energia que puder, você vai precisar dela. Direcione todaenergia agressiva para esta pequena atividade. A hora está chegando. Com a proximidade do início você sente a EXCITAÇÃO, é como se um arrepio passasse pelo seu corpo, um alerta aos músculos preparando-os para o que está por vir. Falta pouco para o início, você se posiciona. Você está pronto para começar ao final da contagem de três, "um"..... "dois"...... "TRÊS". 

Os movimentos começam, seus músculos se contraem em intensidade máxima! Mais rápido que você jamais imaginou! Você sente a energia fluir de uma maneira apocalíptica! Uma quantidade absurda de energia! É tanta energia que você parece não conseguir lidar com ela, sua respiração acelera, é a DESCARGA BIOENERGÉTICA. Parece que seu organismo entrará em colapso, não dá para saber se você resistirá mais alguns segundos ou cairá agora, mas falta pouco. Você sabe que está chegando, mais um pouco...mais um pouco...mais.... e....Chega!! O movimento termina, seu corpo é tomado por uma sensação mista de alívio e satisfação, uma inexplicável catarse! Um misto de missão cumprida com auto-superação. 
Se você percebeu e/ou reviveu a situação acima, parabéns você conhece a "máquina do orgasmo". 

Considerações finais

Ao invés de nos preocuparmos com coisas relativamente pequenas, gastando energia desnecessária, vamos usá-la de maneira positiva tanto para nós, quanto para o próximo. O autoconhecimento é essencial e deve ser buscado sempre. Para os profissionais de Educação Física fica a dica: aí estão as teorias, basta saber como usa-las em suas aulas, não estou falando que técnicas psicanalíticas devam ser usadas a todo momento, mas dose-as com prudência e responsabilidade, de preferência com a ajuda de um especialista e verá que suas aulas podem se tornar algo mágico para você e seus alunos. Boa sorte!